quarta-feira, 6 de abril de 2011

INDIGENAS

Por que 19 de abril?

No dia 19 de abril de 1940, aconteceu o I Congresso Indígena da América Latina, no México. Nesse congresso foi instituído o dia do Índio em todo o continente americano (Américas do Sul, Norte e Central).
Tal data foi criada com o intuito de que a cultura indígena fosse divulgada em todo continente Americano e para que os governos criassem normas em relação à preservação e proteção dps dos povos indígenas.
No Brasil, somente em 1943 foi oficializada essa data por lei assinada pelo presidente da época, Getúlio Vargas.

O Chefe da Tribo
Os índios vivem em aldeias e, muitas vezes, são comandados por chefes, que são chamados de cacique, tuxánas ou morubixabas. A transmissão da chefia pode ser hereditária (de pai para filho) ou não. Os caciques devem conduzir a aldeia nas mudanças, na guerra, devem manter as tradições, determinar as atividades diárias e responsabilizar-se pelo contato com outras aldeias ou com os civilizados.

Alimentação
Cada povo indígena tem sua tradição com relação à alimentação. Eles produzem sua própria comida, seja praticando agricultura para subsistência, em algumas tribos até vendem o excedente da sua plantação, seja por caça e pesca.
O peixe, a banana, a mandioca e o milho são fontes de alimentação n maioria das tribos indígenas.
Na pesca, é comum o uso de substâncias vegetais (tingui e timbó, entre outras) que intoxicam e atordoam os peixes, tornando-os presas mais fáceis e não fazem mal ao homem.
Há divisões de tarefas por sexo. Geralmente as mulheres preparam as comidas enquanto os homens caçam e pescam.
Há tribos que consomem alimentos industrializados que compram com o dinheiro ganhado através do comércio de produtos típicos confeccionados nas aldeias e vendidos em feiras.

As Crianças

Em geral, a vida das crianças indígenas ou curumins como são chamadas é bem diferente das nossas crianças.
Elas vivem muito integradas à natureza, participam das tradições de sua tribo. Aprendem muito observando os mais velhos em suas tarefas diárias.
Também se divertem muito, tomar banho de rio é uma das diversões preferidas. Além disso, brincam de peteca, pião, jogos com sementes, dobraduras, bonecas.
Na maioria das aldeias, os pequenos índios também vão à escola.

Há momentos de contação de história, em que os mais velhos contam histórias para os curumins, há festas tradicionais em que as crianças participam e aprendem assim ,mais da própria cultura.
As crianças indígena são muito respeitadas, os adultos sabem e acreditam que elas estão sempre aprendendo.
Elas convivem com seus animais de estimação: cachorros, macacos, araras, coatis, papagaios.

Ritos e Mitos

No Brasil, muitas tribos praticam ritos de passagem, que marcam a passagem de um grupo ou indivíduo de uma situação para outra. O nascimento de uma criança é comemorado, assim como a iniciação na vida adulta, o casamento, a morte. Celebram os antepassados como a festa Quarup dos Xavantes no Xingu, região central do Brasil.
Uma boa colheita também é comemorada com festejos.

Habitação

A casa do índios não é só a famosa Oca que ouvimos falar.
As aldeias não são todas iguais. Há tribos que formam suas casas ao redor de uma região central , local designado para festas. Outras tribos constróem suas casas enfileiradas. Há tribos em que só há uma grande casa e todos moram juntos.
As casas podem ser ovais, retangulares ou redondas. De madeira, palha ou cipó. Há aldeias que possuem casas com tijolos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário